• Associação dos Amigos do Arquivo Público do Paraná
  • portal da transparência

Parcerias

  • Memórias Relevadas
  • Arquivo Nacional
  • Brasil - Um país de todos
  • Lei de Incentivo à Cultura - Ministério da Cultura
  • Governo do Paraná lança novo Manual de Comunicação Escrita Oficial do Estado

    O governador do Paraná, Beto Richa, assinou o Decreto 12418/14, formalizando a 3ª edição do Manual de Comunicação Escrita Oficial do Estado do Paraná, reformulado e adaptado às regras estabelecidas pelo Novo Acordo Ortográfico (Decreto nº 6.583/2008). O decreto foi publicado no Diário Oficial do Estado desta sexta-feira (24). A edição anterior era de 2005. Ele passa a ser um instrumento de apoio aos servidores da esfera pública estadual na elaboração de documentos oficiais, organizado para atender tanto a quem já tem o domínio desse tipo de redação, quanto àquele que precisa de informações básicas. “O Manual deve ser fonte de consulta permanente para os servidores do Estado”, orientou a secretária da Administração e da Previdência, Dinorah Botto Portugal Nogara. Segundo ela, a busca da eficiência, da modernização e da transparência na Administração Pública exige uma comunicação eficaz. “Por isso, todos os redatores oficiais deverão seguir as normas estabelecidas no manual para que a padronização documental e a qualidade da comunicação sejam instrumentos de bons serviços prestados à sociedade”, disse a secretária. O trabalho de reedição, atualização, revisão e diagramação foi coordenado pela Escola de Governo do Paraná e contou com uma equipe multidisciplinar composta por servidores da Secretaria da Educação, Secretaria da Comunicação, Casa Civil e Secretaria de Governo, além do acompanhamento e catalogação pelo Departamento Estadual de Arquivo Público. O manual fornece orientações para a construção de um texto claro e objetivo, aborda as características específicas da redação oficial, e apresenta estrutura, forma e modelos dos documentos mais utilizados no serviço público. Um Suplemento Gramatical, nas páginas finais, possibilita que o servidor esclareça possíveis dúvidas de forma mais ágil. A nova edição tem 190 páginas e está disponível na versão on-line.

    Manual de Escrita

    www.escoladegoverno.pr.gov.br/arquivos/File/2014/pp_manual_web.pdf


    Leia mais

  • DEAP e UFPR organizam arquivos do Conselho Regional de Desportos

    Uma parceira entre o Departamento Estadual de Arquivo Público (DEAP), órgão vinculado à Secretaria de Estado da Administração e da Previdência, e o Departamento de História da Universidade Federal do Paraná (UFPR) está permitindo a descrição arquivística do acervo do Conselho Regional de Desportos (CRD) entre os anos de 1941 a 1985. O trabalho foi reconhecido pela Revista Acervo, do Arquivo Nacional, uma das mais respeitadas do País, que publicou artigo na última edição online. O texto é assinado pelo Dr. Luiz Carlos Ribeiro, da UFPR; pela diretora do DEAP, Maria da Graça Simão Gonçalves; pela coordenadora de Documentação Permanente do Arquivo Público do Paraná, Solange de Oliveira Rocha; e pelo coordenador do Programa de Gestão Documental do Arquivo Público do Paraná, Gilberto Martins Ayres.  

    O Conselho Nacional de Desportos e os conselhos regionais foram instituídos em 1941, durante o período de turbulência política do governo do presidente Getúlio Vargas, conhecido como Estado Novo. Posteriormente, houve uma tentativa de reestruturá-los, novamente em uma conjuntura autoritária da sociedade brasileira, entre 1975 e 1977. O Arquivo Público do Paraná havia recebido milhares de documentos em 1987 com pouca ou nenhuma identificação e sem qualquer organização. Somente em 2012 foi dado início ao tratamento técnico da documentação, pela parceria firmada com a UFPR, que envolve alunos da pós-graduação em História e bolsistas de graduação, que recebem noções de técnicas básicas de arquivologia. O acervo do CRD-PR de posse do Deap é de aproximadamente 70 mil documentos originais e cópias, manuscritos, datilografados, impressos e fotografias. O projeto que vem sendo desenvolvido e foi descrito na Revista Acervo consiste na identificação, descrição, classificação e disponibilização para a comunidade científica e público em geral, via web. Até agora, os conteúdos de 142 das 264 caixas de documentos já foram classificados e divididos em seis séries documentais: atestados liberatórios, atletismo, contratos, ofícios, rescisão de contrato e termos de empréstimo. São 1.493 itens disponíveis para consulta pública e prontos para serem divulgados na web. 

    Revista Acervo do Arquivo Nacional

    Foto: Trabalho foi publicado na Revista Acervo, do Arquivo Nacional, uma das mais respeitadas do País

    Texto em pdf : www.revistaacervo.an.gov.br/seer/index.php/info/article/view/726/612

    Leia mais

  • PGD - PROGRAMA DE GESTÃO DOCUMENTAL



    A organização dos arquivos públicos físicos e digitais contribui diretamente para a eficiência do fluxo de trabalho e para agilidade do trâmite da documentação nos órgãos, como também reflete na resposta à sociedade com relação ao acesso às informações e documentos. Levando em consideração a relevância deste trabalho, o Departamento Estadual de Arquivo Público, por meio da equipe técnica do Programa de Gestão Documental – PGD, realiza atividades práticas, com o objetivo de trabalhar a classificação, arranjo e descrição arquivística de documentos, avaliando os termos e os códigos dos documentos que ficam acumulados nos arquivos. Utilizando o Repositório Digital Oficial Experimental é possível desenvolver a modelagem inicial para elaboração  do Manual de Arquivo e Tabela de Temporalidade Documental das atividades-fim de cada secretaria ou órgão.


    Com o apoio da Escola de Governo será possível atender todos os Órgãos e Secretarias de Estado.


    curso                                                        Dia de Arquivo realizado no Hospital Regional da Lapa São Sebastião, em parceria com a Escola de Governo. (2013)



    Participam servidores produtores de documentos, integrantes das comissões e interessados em desenvolver a gestão documental junto às Comissões Setoriais de Avaliação de Documentos - CSA's, que produzam ou trabalham com documentos de arquivo. O objetivo é que o curso seja a primeira etapa de um trabalho permanente, com os encaminhamentos iniciais para elaboração de manual de arquivo específico e conceituação de termos de transferência, eliminação, digitalização e/ou microfilmagem, e tramitação de documentos híbridos via workflow.
     
    curso   Utilizando o Repositório Experimental com a Equipe de Gestão Documental.

     

    Leia mais